PSICANÁLISE E CORPOREIDADE

Spread the love

Vamos discutir, aqui, sobre um tema muito importante: que é a corporeidade dentro da perspectiva do conhecimento psicanalítico. Para as pessoas que não conhecem o básico do conhecimento psicanalítico é comum pensar a psicanálise apenas como aquele método ou “ciência” que lida especificamente com o campo da psiquê e questões relacionadas à sexualidade, como os desejos. E, também, pensam a psicanálise “simplesmente” como aquela terapia para a busca de curas de males psíquicos. Mas a psicanálise é um dos campos teóricos mais complexos, porém complexo não por ser difícil, mas complexo pela grande extensão de temas que são abarcados por ela. Vamos, aqui, entrar em uma de suas abrangências, pois vamos falar do corpo na perspectiva psicanalítica.

Uma pergunta muito importante e pertinente é: como pensar o corpo na perspectiva psicanalítica? Para responder essa pergunta, vamos colocar alguns pontos importantes de discussão. Vamos a eles!

Primeiro ponto a ser levado em consideração é que na visão psicanalítica não há dualidade corpo e psiquê, pois estes não se separam. A psiquê está no corpo influenciando o mesmo e sendo influenciada também por ele.

Segundo ponto muito importante é que a teoria psicanalítica foi embasada na observação do sujeito e seu comportamento com relação ao corpo e a ligação desse comportamento com a psiquê do sujeito, isso em via de mão dupla.  As fases do desenvolvimento psicossexual nos revelam isso.

Terceiro ponto e muito importante a ser discutido é o inconsciente, principal objeto de estudo da psicanálise, pois este manifesta seus conteúdos em um corpo: o do analisando ou de qualquer pessoa de modo involuntário, como os atos falhos, sonhos, devaneios etc.

Quarto ponto é: a forma como acomodar o corpo do analisando também é um ponto importante, pois revela que este necessita de espaço confortável para poder relaxar e deixar fluir seus pensamentos de forma livre, por isso o uso do divã. Podemos falar também das reações do analisando em que o corpo pode comunicar o que este está passado, como a reação de resistência a conteúdos que vêm à sua mente, medos, angústias etc.

Quinto ponto é: a psicanálise vem também nos mostrar o modo como devem ser tratadas as crianças em seu desenvolvimento psicossexual, pois determinadas atitudes podem fazer grande diferença na visão de mundo quando essas forem adultas, é o caso de como deve ser feita o controle dos esfíncteres. E como se deve receber os produtos das crianças (fezes, urina).

Finalizando a discussão sobre a psicanálise e o corpo, temos os sintomas físicos de alguns pacientes que não há uma explicação biológica do porquê de tal sintoma, isso em relação ao corpo, caso da histeria. A psicanálise busca investigar os conteúdos do inconsciente para saber o porquê de tal sintoma.

Podemos compreender que a corporeidade é um assunto de grande importância para a psicanálise de um modo geral e principalmente para sua clínica, pois a corporeidade também faz parte do campo de estudo psicanalítico. Sendo importante, também, conhecermos a colaboração da psicanálise para a melhoria na qualidade de vida das pessoas.

Este texto é uma pequena pincelada sobre o tema: psicanálise e corporeidade, pois poderíamos tocar em muitos outros assuntos dentro da temática.

Por: Edson Carlos de Sena – psicanalista

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *